quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Eu entre Elas.

Miro 14 de outubro de 2009


Em sonhos de menino
alimento inveja pública,
a sinfonia irresistível,
a sintonia da música
dos mútuos toques femininos.
.
Onde pura & puta
associam-se de modo fácil
a movimentos sutis,
de uma prazerosa luta
aparentemente legível
só para quem tem
iguais cromossomos x...
.
Há nestes carinhos bélicos
sem natural penetração
algum mistério fálico
uma incompleta composição,
que poético psicografo
como versos fragmentados
da décima musa Safo
ainda não censurados...
.
Ah! Os afetos das fêmeas!
Como homem, entendê-los?
Longe das almas gêmeas,
além do esfregar dos pelos...
.
Há neles muita magia
um hálito divino,
mais que o qualquer,
que instiga o menino
e alimenta toda mulher:
Uma certa ansiedade,
uma ira escondida,
uma vadia vontade,
uma incontida aflição,
que logo vira saudades...
como que assim cumprindo
um amaldiçoado destino
que só consegue seguir
com a marca da separação?
.
Aí da memória pélvica!
Marcada pelo fátuo fogo
quase interno e invisível
de uma paixão dividida
que era tudo de bom!
Que marca irremovível
esta cicatriz tântrica,
tatuada no auge de vida
por unhas afiadas no jogo
de esmaltes, bases... batons.
.
Como então explicar
a fatídica separação
de tão íntimas amigas?
Um ciúme indecifrável,
alguma cruel intriga?
O que mantem atiçado
tanto afeto no coração?
Será a conserva sensível
do cume inatingível
de horas e horas de tesão?
Ou o pico inesquecível
que junto foi conquistado
sem sequer sair do chão?
.
As vertigens assim conquistadas
em alpinismo de belas
parecem que foram deixadas
em fendas tão profundas
que homens com sua casca
jamais poderão vê-las,
pois sua rudeza lasca
o que cravos invisíveis
colocados com sutileza
nos vórtices dos arrepios
criaram com gentileza
afetos inesquecíveis...
(*) Inspirado em texto de http://euentreelas.blogspot.com/

3 comentários:

damaria disse...

gostei.

escrevi um poste hj que tem um pouco a ver com a temática, baseado em fatos reais que me contaram e que me arrancaram boas risadas.

engraçado, tenho escrito mais em versos depois de ler você. nem me atrevo a chamar de poesia, mas eu tinha um pouco de preconceito. talvez vergonha. tô perdendo, os dois.

beijo.

Cassiana disse...

bonito isso miro
e sabe que...
são tantas sutilezas e nuances e..
e detalhes nessas mulheres que...
acho que o interessante mesmo é que tudo gira em torno do mistério...
beijo

miKroPOESIAS disse...

Damaria e Cassiana
Gosto do modo como Vcs escrevem, por inveja boa acabo inspirando-me nos textos e poesias que Vcs publicam. Bjs